12
Oct
2017
0

Saiba mais sobre as leis de trânsito na Flórida

Foi-se o tempo em que se marcava excursões para visitar a Flórida. Lembro que na minha época, se quiséssemos ser os “peitudos”, tínhamos que vir na raça, sem GPS, um mapa na mão e muita coragem na cara.

 

Mas a modernidade chegou e com ela as facilidades da vida! Viajamos com informações coletadas previamente e uma maquininha te dizendo onde dobrar e parar. Contudo, mesmo acompanhados da modernice e cheios de valentia, devemos conhecer as leis do local, especialmente quando algumas delas se aplicam somente à situações raras, as quais a maioria dos motoristas nunca enfrentaram, como por exemplo a primeira delas, uma das mais corriqueiras aqui, sendo no Brasil inexistente:



Parando para ônibus escolares

Se avistar um ônibus escolar buscando ou deixando crianças, não ultrapasse o veículo em hipótese alguma, independentemente de o ônibus estar na sua faixa ou na pista oposta. Os ônibus escolares apresentam seu próprio sinal de parada (“stop”) para dar às crianças segurança na hora de atravessar.

Veículos de emergência

Quando ambulâncias, carros de bombeiro e polícia estão na estrada com luzes piscando, mova para o acostamento. Devemos dar a esses veículos espaço suficiente para correrem em uma situação de emergência.

Seu celular é uma distração

Se tem algo que considero extremamente perigoso para si e para o próximo é passar mensagens ou fazer filmagens de qualquer natureza quando dirigindo. Esse problema tornou-se um transtorno nacional significativo, devido ao aumento de smartphones e outros dispositivos que causam desatenção. Em resposta, vários estados estabeleceram leis que tornaram as mensagens de texto ou o uso de um smartphone como principal ataque para os motoristas.

” As mensagens de texto ao dirigir na Flórida são apenas uma ofensa secundária, o que significa que os oficiais não podem pará-los por esse único motivo”, diz Ryan Munns, sócio da Bogin, Munns & Munns, P.A. “No entanto, se eles virem mensagens de texto sendo passadas, eles podem procurar outro motivo para multá-lo.

Em geral, os motoristas devem evitar usar seus celulares ao dirigir, incluindo mensagens de texto, chamadas telefônicas, usar aplicativos ou navegar na internet. Somente chamadas de telefone sem uso das mãos devem ser permitidas para minimizar distrações e diminuir o risco de um acidente.

Não dirija “na cola” dos carros

Conduzir muito perto de outros carros pode ser considerada uma ofensa. Se você estiver muito perto de um veículo, retarda o tempo de resposta e sua capacidade de evitar o impacto em caso de abrupta parada. Os carros precisam ter um amplo espaço para reconhecer mudanças na velocidade e responder a eles sem correr o risco de um engavetamento. Uma regra de ouro para evitar colisões desnecessárias é dar um segundo espaço entre o carro à sua frente para cada 10 milhas de velocidade. Se você estiver dirigindo 40 milhas por hora, por exemplo, fique a quatro segundos de distância.

Dê a preferência




Quando vários carros estão parados no cruzamento, o primeiro carro a chegar é o primeiro a ir.
Quando dois carros param ao mesmo tempo, a regra é: o motorista à direita sai em primeiro lugar e assim sucessivamente.

 

Realmente Pare nos cruzamentos

 

Os veículos são obrigados a parar e permitir que pedestres atravessem a rua. Se você vir um pedestre na faixa, pense duas vezes antes de passar por eles porque está atrasado para uma reunião. Isso seria uma oportunidade fácil para um policial multá-lo.

DUIs (“Driving under influence”)

Conduzir sob a influência de drogas não diz respeito só à drogas propriamente ditas, mas também álcool e substâncias químicas. Se um policial tem motivos para acreditar que você está dirigindo sob o efeito de substâncias que afetam a sua conduta, ele pode prendê-lo por um DUI – mesmo que ele não saiba quais substâncias você usou. Vale ressaltar que aqui o motorista não pode recusar o teste de sobriedade, sob risco de ser preso.

Sinal vermelho

 

Aqui, como em qualquer lugar do mundo, devemos parar no sinal vermelho. No entanto, dobrar à direita é permitido, mesmo com sinal fechado, caso carros não estejam vindo da esquerda, ou se não houver uma placa proibindo. Há sinais em que placas dizem (“No turn on red” – Não vire se o sinal estiver vermelho).

 

5
Oct
2017
0

Baseline, o pub do Hollywood Studios

Estou adorando essa vibe da Disney de acrescentar uns cantinhos mais charmosos para alguns – incluindo eu – colocarem comida para dentro, enquanto outros colocam os bofes para fora em atrações como Torre do Terror – carinhosamente chamada de elevador –  Aerosmith roller coaster, ou nas duas juntas, se assim for da sua preferência. #deusmedefenderai

Até porque, vocês já sabem de cor e salteado, que gosto mesmo é de ficar quieta comendo (risos). Indo direto ao assunto, a Baseline tap house, um pub animadinho especializado em cervejas e vinhos da Califórnia, inaugurou como parte da nova área da Grand Avenue – no parque Hollywood Studios.

Toda a área transmite o espírito do centro de Los Angeles e a Grand Avenue é o lar de lojas e armazéns de escritórios vintage, que representam os distritos e cultura da cidade.

 

Exterior – Courtesy Disney Parks

O espaço possui muitos detalhes, como equipamentos e artefatos antigos, misturando o passado e o presente em um espaço convidativo. O exterior fica mais para um terraço sombreado e o que mais gostei nele foram as “luzinhas” penduradas, que passa uma impressão de quintal de casa. 

Exterior – Courtesy Disney Parks

Se você e sua família estiverem com muita fome, talvez aqui não seja o local ideal. No entanto, para quem gosta de petiscos, vinhozinho e um relax, entra, senta e espera a criançada por lá! Garanto arrependimento zero! Peçam a charcuterie com queijos, chorizo, salami, picles e baguette para beliscar e para beber, o vinho Line 39 Carbenet Sauvignon. Se não quiser arriscar no álcool, a limonada com morango refresca até a alma.

 

Aberta todos os dias a partir das 11 da matina.

Evento para mídia – HS só meu (risos)

2
Oct
2017
0

Descobri a receita do hamburger da Shake Shack!

Dizem por aí que toda dieta começa segunda-feira. Isso se vocês pararem a leitura exatamente aqui!

Pelo visto, a curiosidade foi maior, heim? Pois agora aguentem as pontas e a fome, porque Randy Garutti, CEO da “Shake Shack”, juntamente com o diretor culinário Mark Rosati e a autora Dorothy Kalins, lançaram o livro de receitas: Shake Shack: Recipes & Stories.

O “mapa” da mina já está disponível na Amazon, mas vou passar a receitinha de um dos sanduíches mais famoso dos EUA e que caiu, literalmente, na boca do povo.

Não tem um cristão que não prove um, ao menos uma vez, quando turistando por Orlando e Miami. Já são 131 locais com planos de inaugurar mais 24 este ano.

Livro de receitas Shake Shack

A receita para o molho Shack é uma mistura de Hellman, Dijon, Heinz, suco de pepino, sal e pimenta. “Nós fazemos o nosso do zero”, diz Garutti, mas quando ele e Rosati começaram a testar as receitas do livro, chegaram à conclusão de que não eram receitas as quais a maioria das pessoas gostaria de fazer em casa, por conta da trabalheira e bagunça – sou dessas.

Os autores adaptaram as receitas usando ingredientes mais fáceis de encontrar, como a maionese comprada no supermercado, ao invés de prepará-la desde o ovo, azeite, etc, fazendo assim, com que o passo a passo fosse mais curto. Caso contrário, quando o hambúrguer finalmente estivesse pronto, nós já teríamos comido os dedos antes (risos).

O livro é para super fãs do sanduíche e para os que querem aprender a imitar o gostinho peculiar do sanduba, sem ter que comprar nada rebuscado para tal.
A versão de casa não vai ficar com o mesmo apelo e embrulhadinha no papel com logomarca. Tão pouco, virá com batatinhas cobertas com queijo derretido. Contudo, enquanto o Shake Shack não chega no Brasil, vocês vão poder matar um pouco da vontade!

Anatomia de um hambúrguer Shake Shack

Tomem nota:

4 pães de hambúrguer (pão de batata)

4 colheres de sopa de manteiga sem sal derretida

4 colheres de sopa do “quase” molho Shack

4 folhas de alface

8 fatias finas de tomate

1 kg de carne moída dividida em 4 partes

½ colher de chá da mistura de sal e pimenta da marca

4 fatias de queijo Americano


Mistura “Shake Shack” de sal e pimenta

½ xícara de sal kosher com ½ colher de chá de pimenta recém molhada


“ShackSauce” – os autores disseram que há muito tempo que a chave secreta da receita está desaparecida – me engana que eu gosto. No entanto, pesquisa vai, prova aqui vem, eles aproximaram a receita o melhor que puderam com ingredientes fáceis de ser encontrados.

½ xícara de maionese de Hellman
1 colher de sopa de mostarda Dijon
3/4 colher de chá de ketchup Heinz
¼ colher de chá do caldo que preservam picles em conserva
1 pitada de pimenta caiena

Modo de preparo

Como preparar a carne

1. Aqueça uma grelha de fogo médio a baixo. Enquanto isso, abra os pães de hambúrguer e pincele o interior com a manteiga derretida. Coloque-os com a metade da manteiga virada para grelha até dourar – 2 a 3 minutos. Transfira-os para um prato. Coloque o molho na outra metade. Adicione um pedaço de alface e duas fatias de tomate.


2. Aumente o fogo e aqueça a grelha – 2 a 3 minutos.


3. Molhar uniformemente uma pitada da mistura de sal e pimenta em cima de cada montinho de carne.


4. Coloque os montinhos na grelha com o lado temperado para baixo. Amasse cada montinho de carne firmemente para que fiquem em forma circular. Polvilhe uniformemente com outra pitada da mistura de sal e pimenta.


5. Cozinhe os hambúrgueres até que as bordas estejam douradas e os “sucos” que se soltam da carne estejam borbulhando, por cerca de 2½ minutos. Deslize uma das espátulas embaixo do hambúrguer para soltá-lo da grelha e raspe a crosta acastanhada caramelizada. Virar os hambúrgueres. Coloque o queijo no topo e deixe por mais 1 minuto.

6. Transfira os cheeseburgers para os pães preparados previamente e bom apetite!

29
Sep
2017
0

Sobremesas preferidas no Food & Wine 2017

Sem sombra de dúvidas meu evento favorito da Disney. Em primeiro lugar, porque amo o Epcot, parque onde o evento está sendo realizado. Segundo, porque, como vocês já sabem, amo comer! E comigo não tem nhém nhém não. Gosto de provar de culinárias diversas! E de tirar fotos com personagens também! Aliás, quando eles chegam paro até de comer. E quem não? (risos).

Este ano, apesar de dar preferência para o lado salgado da vida – por favor não me interpretem mal (risos) – fui fisgada pelas sobremesas. Seguem as top 2 da Mila “lombriguenta” (apelido carinhoso dado no Ceará para pessoas que não param de comer açucar!)

1- Baklava de chocolate – Pavilhão do Marrocos

Massa folheada e crocante coberta com chocolate ao leite e mel. A camada interior é de nozes picadas e mel. O toque final é dado por amêndoas tostadas. Como fala um amigo meu, de comer xingando! Preço: $4

2- Pistache Cardamon Bundt cake com mousse de chocolate e côco ralado – do lado do Pavilhão da China

Considerado vegetariano, esse bolo fofinho leva nozes e quando damos as últimas mordidas, sentimos a mescla do mousse de chocolate com o pistache. Preço $3.50

O festival acontece até o dia 13 de novembro e não é preciso pagar ingresso extra para participar. Os quiosques ficam organizados de acordo com cada país e os preços das comidinhas e bebidas variam de $4 (cerca de R$12) a $10 (cerca de R$30).

28
Sep
2017
0

Caladesi – mais uma ilha na Flórida

Para conhecer a ilha Caladesi, só se for de barco ou caiaque alugado na Dunedin Causeway. Se canoagem não é a sua praia – definitivamente não é a minha (risos) – o “ferry” (balsa) sai do parque Honeymoon Island State Park.

Com três quilômetros de trilhas naturais e três quilômetros de trilhas de caiaque, Caladesi evoluiu ao longo dos anos abraçando o conceito de uma reserva natural que aceita visitas.
Ainda assim, antes de ficar muito confortável, os sinais no caminho da praia constantemente lembram que este é apenas um lugar para visitar. Não há hotéis por lá e o centrinho mais próximo fica no continente, precisamente em Dunedin.

Caladesi Island - Flórida

Relaxar, catar concha e desbravar são as atividades locais, mas informo que a ilha pertence aos pássaros e, até, às cobras cascavéis – valha me Deus, acho que meu estado mental de calmaria me abandonou! – No entanto, vou dar uma chance a este lugar que promete ser paradisíaco. Afinal de contas, dizem que nesse ambiente completamente natural, a gente encontra a paz que procura por, pelo menos, 4 horas. Só isso, devo ressaltar! É que para preservar a tranquilidade da ilha, os passageiros do barco estão limitados a uma visita curta.

Agora, se você estiver mal intencionado – no bom sentido – viaje com seu próprio barco, estacione na marina e aproveite o parque à luz da lua.

Assim não vai ter jararaca ou cascavel que te segure!

25
Sep
2017
0

Resort não é só um hotel…

… mas, também, o nome da moda usada por aqui em épocas de praia, verão e muito mormaço.

Pelas bandas de cá, a gente só avista kaftans, maxi dresses (vestidão) com temas tropicais, especialmente, palmeiras, abacaxis e flamingos. Pois é, aqui é Estados Unidos e muita gente pensa que já estamos recebendo o frio, mas não! O danado e suas rajadas só chega por aqui em dezembro e olhe lá. Aqui na Flórida, definitivamente o clima é de lua!

Pois bem, mas para quem ainda gosta de curtir uma praiazinha, os acessórios de uma marca da Califórnia, a Kayu Design, está dominando o gosto das fashion bloggers americanas, inclusive sendo vista nas páginas de revistas como a Vogue, InStyle e Elle.

Star pouch

The Jane (bolsa em forma de concha)

Jamie Lim, criadora e CEO da marca, cresceu no Sudeste Asiático cercada por artesãs responsáveis por fazer peças tradicionais com o artesanato local. Esses valores elementares do artesanato, cuidado e design marcaram Lim de tal forma, que a empresária resolveu levar suas imagens da infância para a realidade, lançando a .
Kayu Design em 2008, com o principal objetivo de preservar as técnicas tradicionais de artesanato, empregando artesãs locais de países como Indonésia, Malásia, Tailândia e Filipinas.

As bolsas são de alta qualidade, feitas sob medida e executadas com peças limitadas. Há uma variedade de estilos, incluindo bolsas pequenas e cestas feitas com palha, ráfia, bambu e conchas, que prometem durabilidade e longevidade.

Mini Picnic

Hola Tote



Os produtos da marca estão disponíveis em grandes lojas de departamento e boutiques especializadas, em mais de 200 varejistas em toda a América Latina, Europa, Ásia e “websites” famosos de multimarcas luxuosas, como Net-a-Porter, Shopbop e ShopStyle.

Uma porcentagem de cada venda é doada para criar oportunidades econômicas para os artesãos de países em desenvolvimento.

Jen straw

Deu certinho com minha moda particular: dou o maior valor à peças artesanais – lembrando as do meu Ceará, também belíssimas – e ajudar a quem precisa. Não resisti à “Star Clutch” e já estou com a minha a tiracolo!

 Star ClutchOlha a minha Star Clutch!

21
Sep
2017
0

Livres, leves e soltos!

Quem diria que as pochetes virariam um artigo desejado um dia… Sempre ouvi comentários do quão brega a peça era, coisa e tal… mas a bolsinha voltou dos anos 90 para nos ajudar. Ora, tem quem goste de ficar com as mãos livres, correndo de um lado para o outro em viagens, ao invés de carregar peso em mochilas – eu sou uma. E aqui nos parques então, melhor ainda!

Vale ressaltar que não sou eu que dito as regras da moda – hahaha ah se fosse! Na realidade, uma das maiores tendências da primavera / verão de 2018 nas fashion weeks da vida, mostram que as “fanny packs” chegaram com a alça toda e a Disney Store já tem umas fofinhas para seus fãs!

Olhem que graça essa azul, que vira uma bolsa a tiracolo! A de “bolas”, outra tendência bem usada nas ruas, deixo para as mais ousadas!

Compre aqui!

21
Sep
2017
0

Nas lojas!

Após sua bem-sucedida colaboração com M.A.C Cosmetics em 2012, a qual divulgou o batom no tom lavanda Viva Glam, a rainha do Hip Hop, Nicki Minaj, estará lançando nudes, – ou melhor –  estreando seus batons nos tons nude em mais uma parceria com a badalada marca de cosméticos.

NIcki Minaj

Os nudes da coleção M.A.C x Nicki Minaj, o  “Nicki’s Nude”, descrito como um rosa coral claro e o “The Pinkprint”, como tom mediano de rosa cremoso, são edição limitada e estarão disponíveis do dia 21 de setembro até 19 de outubro.

Pouco tempo? Não vos preocupeis! Nicky já insinuou que sua colaboração não acaba em 2017.

“Adivinha quem está de volta com M · A · C? Anúncio surpresa para 2018! Até então, #NickiNudes sai globalmente em setembro. #MACxNickiMinaj “, postou a moça em seu Twitter.

 

Nenhum detalhe a mais! No entanto, se pudermos nos basear por este lançamento, já fico animada. Afinal, eu e mais a torcida da M.A.C todinha, somos da teoria de quanto mais nudes no mundo melhor.

Nem preciso explicar que me refiro aos tons de batons, ou preciso?! (risos)

Os tais nudes

16
Aug
2017
0

75 dias de Epcot Food & Wine em 2017

… Só pode ser porque é bom demais! Confirmo selo de aprovação da Mila, como melhor época para visitar o reino mágico.

Serão 75 dias de Epcot Food & Wine Festival em 2017. Do dia 31 de agosto a 13 de novembro, 35 quiosques apresentam culinárias diversas em torno do World Showcase (vitrine do mundo) Lagoon e estendendo-se para o Future World (mundo do futuro).

Culinária diversificada

Para quem não teve o prazer de conhecer o meu parque da Disney preferido – há quem não goste – uma breve explicação sobre o local.

O Epcot é um parque temático em Walt Disney World Resort e propriedade de Walt Disney Company. Sua inauguração aconteceu em 1 de outubro de 1982 – oba, aniversário de 35 anos à vista – e foi o segundo de quatro parques temáticos construídos no Walt Disney World, depois do Magic Kingdom. Com mais do dobro do tamanho deste, o Epcot dedica-se à celebração de conquistas humanas e comemoração da inovação tecnológica e cultura internacional. O parque está dividido em duas seções: Future World, composto por oito pavilhões e World Showcase, com temática para 11 nações do mundo.

 

Vista aérea do Epcot

 

Comida gostosa por todo canto, seminários com chefs celebridades (leia-se: Buddy Valastro) e concertos de bandas dos anos 80 e 90 vão dominar seu passeio pelo Epcot.

Perambular pelos quiosques, admirar o vai e vem dos quitutes e assistir os shows está incluso na admissão do parque. No entanto, os pratos tem um precinho à parte, que variam de $4 a $8 em uma média (cerca de R$12 a $24).

 

Se vocês confiam no meu taco, provem pelo amor de Nosso Senhor:

o Smoked Corned Beef with Warm Crispy Potatoes, Pickled Onions, and Blonde Ale Beer Fondue featuring BelGioioso no quiosque Flavors from Fire (Future World), o Charcuterie in a Cone, com um seleção de queijos, azeitonas e frios importados da Espanha (World Showcase) e de sobremesa, o Liquid Nitro Chocolate-Almond Truffle with Warm Whiskey-Caramel, saborosa e com uma apresentação levando gás nitrogênio de enfeite.

Charcuterie in a Cone

Fotos: Disney Parks

10
Aug
2017
0

Tem coisa boa vindo por aí!

Orlando é bom e ponto final!

Dicas daqui são intermináveis e em parceria com meus amigos Rebeca e Felipe, do Rumo a Orlando e Silvia Cervi, do No Limits soltamos um vídeo no Youtube com várias delas e envolvendo diferentes assuntos.

Fiquei com maquiagem e, confesso, fez um sucessinho! Silvia ficou com comidas e o casal Tit (apelidinho carinhoso dos tempos de namoro) falaram do Disney’s Boarwalk e CityWalk Universal Orlando. Claro que todos nós nos “metemos” um nas dicas dos outros e o bate-papo ficou bem informativo e descontraído. O povo tem gostado! (risos)

Continuem sentados, peguem papel e caneta, ou preparem o bloco de notas do celular para anotar as informações. Garanto que vocês vão se engraçar por, pelo menos, uma delas.

Apertem o play e divirtam-se!

1 2 3 51