19
Jun
2017
0

O filme “Carros 3” já está em cartaz nos cinemas americanos!

Flórida 500 é o evento fictício de corrida de carros que acontece no “Cars 3” (Carros 3), novo filme da Pixar, que ensina sobre mentoria e como aprender a se conhecer, renovar-se e focar no objetivo.

Cruz Ramirez (comediante Cristela Alonzo), personagem feminina e protagonista da vez, é a designada treinadora de Relâmpago McQueen (Owen Wilson), o herói da película que está “passando do tempo” e sendo derrotado pelo “frescor” dos carros de nova geração. Cruz, com sua personalidade inovadora na sua forma de treinar, traz um certo tipo de “Zumba” para as aulas de preparação, a fim de deixar os pneus mais soltos; capricha no uso de palavras motivadoras e aceita desafios, apesar de ter deixado seu sonho latente de ser corredora de lado, por falta de incentivo. No entanto, ao invés de se distanciar das pistas, aproximou-se delas doando todo seu expertise aos corredores.

Não desistiu e criou o novo!

Relâmpago McQueen e Cruz Ramirez

O filme aborda temas conflitantes, tais como a sabedoria que vem com a idade e a experiência versus a atitude arrojada da juventude. O se dar conta de quando deve desistir de algo, ou se você precisa mesmo é melhorar sua auto estima. Contudo, traz também lições de vida, como aprender que fazer a mesma coisa esperando obter resultado diferente é no mínimo insensato.

Quanto à tecnologia da Pixar, “Finding Dory” (Procurando Dory) foi o primeiro longa-metragem a usar o RenderMan RIS, um novo modo de renderização que melhora a qualidade das imagens 3D em alto grau. O “Cars 3” está usando a versão mais recente do Renderman RIS, tornando toda a fotografia mais nítida, graças à produção de efeitos como borrão de movimento e profundidade de campo, os quais criam resultados fotorrealistas.


Quanto a minha opinião, preparem-se para diversão em família e metáforas escondidas. A partir daqui, fico de boquinha calada!

Nos cinemas brasileiros dia 13 de julho.

8
Jun
2017
0

Todos os detalhes do meu Disney Cruise!

Cheguei à conclusão que a melhor maneira de falar sobre a minha experiência com a Disney Cruise Line seria através de um diário de bordo. São tantos detalhes e fotos, que não tinha como contar toda a história de uma forma diferente. Tem que ser na ordem dos acontecimentos, para que vocês entendam cada pormenor e tomem a decisão mais adequada para vocês e a família.

Fui convidada para conhecer o Disney Fantasy, um dos navios da frota da Disney, que tem como itinerário o leste, oeste ou sul do Caribe, entre sete a dez dias. Este, no entanto, estava fazendo uma viagem inaugural de três dias, logo após ter passado por uma remodelação: a área de lazer infantil ganhou novos entretenimentos com a chegada do “Star Wars Command Post” e a “Super Hero Academy”; O espaço para compras ficou mais chic com a vinda da legendária loja de joias Tiffany & Co – a primeira em um Disney Cruise – e no quesito comida, uma sorveteria bem charmosa com inúmeras opções de doces, a “Sweet On You”.

No topo do navio

Antes que eu distripe todas as minúcias deste cruzeiro, já aviso aos navegantes, que se vocês ainda não participaram de um, ou está faltando um cabelinho de sapo para tal, o problema está resolvido com minha simples frase: vocês não sabem o que estão perdendo! E olhem que não tenho boas lembranças do meu primeiro cruzeiro, o qual devo ressaltar, não foi Disney!

Era daquelas que dizia: “não vou aguentar tantos dias presa assim!”, “não tem nada para fazer!”, ou a clássica “vou morrer dentro daquilo.” (risos). Se alguém aí se identificou com estas frases, pode acreditar que mudei de opinião radicalmente, depois da minha experiência no Disney Fantasy. Eu queria mais dias! Não consegui fazer tudo que tinha para fazer! E se morresse ali dentro, morreria feliz! Foram dias de muita diversão, descanso dormindo no embalo do oceano e tratamento VIP Disney.

A escolha do seu cruzeiro vai depender dos locais que vocês querem visitar, da quantidade de dias e do orçamento. Há cruzeiros de 3, 4, 5 e mais dias, saindo de portos diferentes. Port Canaveral e Miami, são exemplos. Aconselho o de 3 dias, que inclui a Castaway Cay, ilha particular da Disney, e Nassau, para os marinheiros de primeira viagem. Já o de 7 dias, para aqueles que querem conhecer diversas ilhas do Caribe, além da Castaway Cay.

Castaway Cay – ilha particular da Disney

Quanto ao orçamento, especialmente com o dólar disparando a torto e a direito, selecionem o que é de mais importante para todos que participarão da viagem, isto é, quarto, itinerário, ou quantidade de dias. Para a gente aqui em casa, independente de onde estamos indo, pensamos no quarto. Vocês podem dizer mil vezes que ninguém curte, que passa o dia fora, etc, etc, mas, pelo menos para mim, a doida da claustrofobia, o quarto tem que ter varanda. Sou dessas que gosta de usufruir do quarto, seja ele em terra ou alto-mar e ter uma terracinho do lado de fora da sua “casa” é ter visão permanente do mar, sem contar com a canção de ninar das ondas batendo na proa. Uma delícia sem fim!  Devo salientar que a porta da varanda só ficava aberta quando estávamos lá fora. Biel não arredava o pé de perto da gente e foi bastante recomendado para isso. Se seu filho (a) é daquele tipo afoito, repensem, por gentileza!

Antes do dia do embarque, recebemos um livrinho com questionários (Documentation Packet), etiquetas para malas e o horário do jantar, previamente escolhido por nós. Há o de 18:15hr e outro de 20:15hr. Escolhi o segundo horário, porque preferi dar um lanchinho para o Biel antes do show no teatro, ver o show do teatro às 18:15hr e jantar depois.

Documentation packet

Deixem todos esses formulários preenchidos antes, para que no dia da viagem vocês cheguem no porto de escolha sem aperreios e com antecedência. As etiquetas, já com nossos nomes, podem ser colocadas nas malas, a fim de serem entregues antes do check in. Levem uma muda de roupa para cada um, em uma sacola a tiracolo. Vocês farão uso delas, no caso das malas demorarem para chegar no quarto.

Etiquetas com nome nas malas

Nosso navio saiu de Port Canaveral. Como moro em Orlando, fui para lá no mesmo dia. No entanto, para quem vem do Brasil há hotéis na região, bem como, estacionamentos para carros alugados/próprios, ou serviços de ônibus Disney por um custo adicional.

Chegando no porto, direcione-se para o estacionamento. Antes de estacionar, vocês vão ver os locais para entregar as malas, que como falei acima, já devem estar devidamente etiquetadas. Do prédio de estacionamento já pegamos o caminho que chega ao terminal do Disney Cruise Line.

O terminal é conectado com o navio. Da entrada já avistamos um portão em forma de Mickey, no final desse grande “salão”. À esquerda ficam os guichês de imigração. No meio, personagens para tirar fotos e, logo adiante, à direita, o lugar onde matriculamos nossas crianças nas atividades infantis.

Terminal Disney Cruise Line – cortesia internet

Terminados com passaportes, entrega de formulários, assinaturas e fotos, recebemos nossas chaves, em forma de cartão. Nos dirigimos, então, para matricular Biel no Oceaneer Club (clubinho), o qual recebeu uma pulseirinha, parecida com a magic band, que é colocada no braço para permanecer até o final da viagem. Fotos da criança e dos pais são conectadas à pulseira, de modo que quando ela chega para entrar clubinho, as tais fotos aparecem na tela do computador e, só depois dos supervisores checarem quem é quem, a entrada é permitida.

A partir daqui, vocês também já podem baixar o aplicativo do DCL (Disney Cruise Line). Através dele, você e sua família podem se comunicar por textos, sem precisar comprar pacotes de internet. Isso se vocês quiserem e puderem se desconectar do resto do mundo. Caso contrário, há um pacote de $39 com 300MB que suporta algumas mensagens do tipo: “Tá tudo bem por aqui, mãe, e aí?” Cuidado com filmes, Instastories e snaps. Eles vão devorar seus megabytes ligeirinho. O aplicativo também permite que os cast members enviem mensagens para dizer que seu filho quer sair do clubinho, ou que sua reserva está feita para determinado tratamento no spa, ou qualquer atividade pertinente a seu grupo.

Caso vocês tenham algum probleminha em baixar o app, não se preocupem, pois há solução e aconteceu comigo. Não sei porque cargas d’água meu telefone não estava cooperando e não baixava nada nem com a gota serena. Antes de eu fazer uma arte com ele (leia-se lascar ele na parede), afinal estava eu indo relaxar a mente (risos), fui orientada a usar um telefone interno, que fica no quarto. Podemos sair com ele e ficar recebendo informações. Usei quando estava no Palo e liguei para o clubinho para falar com Biel. Minha única recomendação é: cuidem dos telefones como se fossem de vocês. Se perderem, uma multa será cobrada.

Pronto! Passaportes conferidos, matrícula feita e app do DCL no telefone, vocês vão poder entrar no navio e aproveitar um pouco da piscina, antes da chamada obrigatória para aprendizado sobre segurança e onde ir em casos de emergência, a qual acontece por volta das 16h. Fiquem tranquilos quanto a isso, pois não tem no mundo quem perca esse momento. Os chamados são altos e claros e o burburinho de pessoas indo para o andar onde são passadas todas as intruções é bem nítido. É só seguir o fluxo. E outra, tem bastante cast member que fala Português.

Salão principal de entrada

Cadeira da Cinderella para tirar fotos

Vocês já podem até ir com roupa de banho por baixo, ir ao quarto deixar sacolas e apetrechos – brinquedos no meu caso – e começar a curtir o navio. Confesso que fiquei mais tempo por lá batendo fotos, admirando tudo que tinha, desde xampuzinhos, Mickeys por todos os lados e, claro, nosso primeiro presente de boas vindas, devorado onde? Na varanda! (risos).

Recadinho da princesa Ariel

Xampus, creminhos e gel calmante para queimadura de com (azul)

Nosso quarto!

Presente de boas vindas

Devorado na varanda!

Chequei também o Navigator, um roteiro deixado no quarto todos os dias. Ele é extremamente importante, pois explicam que horas os shows começam, horários do cinema e onde encontrar personagens, seja a bordo, ou na ilha.

Escolhemos o restaurante Enchanted Garden para almoçar. Como o nome mesmo diz, parece que estamos em um jardim da fada Sininho, ou para os mais modernos, Tinker Bell. Gostei muito do salmão e das empanadas de carne. Todos os dois ítens estão no cardápio como appetizer (entrada).

Enchanted Garden

Enchanted Garden

Antes de chegar nesse restaurante, há uma mini galeria de artes expostas à venda. Vale a pena dar uma olhadinha!

Mini galeria de artes

Como ainda tínhamos tempo antes da orientação de segurança, levamos Biel para área da piscina, um dos últimos andares do navio. Biel se divertiu como nunca no escorregador. Às 18:15 assistimos o Wishes, show no teatro, muito parecido com os shows que acontecem nos parques. Eu e meu marido gostaríamos de ter ido nos três dias, mas Biel, com 5 anos, não conseguiu ficar parado por muito tempo.

Há outras atividades, no entanto, como cineminha, jogos, ou destrinchar o navio de cabo a rabo. Como o show acabou às 19hr, conseguimos dar uma voltinha, descobrimos uma pista de corrida para os Forrest Gumps da vida (risos), tirei foto com a primeira-dama e fomos para o primeiro restaurante da noite, o Animator’s Palate. Lugar lindo, que tem como tema pintura, artes e, naquela noite, uma homenagem ao Nemo e seus amigos.

Primeira-dama… eu não, a Minnie.

O atendimento dos cast members é impecável! Nunca estive em um restaurante que oferecessem para cortar a comida do meu filho, por exemplo. O Freddy foi uma das mais doces criaturas que já conheci. Tive a bênção de tê-lo, juntamente com Tahsin, perto de nós todos os dias. Os dois foram responsáveis por nossa mesa em todos os jantares e último café da manhã. Eles sabiam o que nós gostávamos, o que Biel queria beber e, nesta noite no Animator’s, Freddy pediu um creme brulée de outro restaurante, só para me deixar feliz!

Biel e sua tartaruga

Benjamin, nosso cast member responsável pelo quarto, também nos atendeu muito bem! Tudo estava sempre limpo e tínhamos turn down service, aquele serviço em que seu quarto fica um brinco antes de dormir, com direito a chocolates, animais feitos com toalhas e mais presentinhos.

Macaco esperando por nós

Estávamos prontos para descansar, pois na manhã seguinte iria fazer um tour pela Tiffany & Co, Oceaneer Club e Sweet on You, antes de ir engilhar na ilha.

Dormi como uma pedra!

Tomei café da manhã onde? Na varanda – bicha enxirida – deixei meus meninos dormindo e parti para conhecer o navio com mais afinco.

Dica: você pode pedir seu café da manhã no quarto todos os dias, com exceção do último. Preencha um papel próprio para isso, deixado na gaveta do móvel da televisão, e pendure na maçaneta do seu quarto. Nele, você diz o que quer comer, beber e o horário que você deseja que a refeição seja servida.

Café da manhã no quarto

Primeiro uma aula com o time de relações públicas da Disney sobre o Oceaneer Club e suas novas aquisições. Embora tenha considerado essas áreas para crianças maiores, foi legal ver o BB8 no “Star Wars Command Post”. Nessa área há um simulador de vôo e ensinamentos sobre mágica para a usar a “força”. Na “Super Heroes Academy” há estações de iPads e vídeo games.

Oceaneer Club

BB8

Simulador de vôo

Em seguida, fomos dar uma voltinha na sofisticada Tiffany & Co. Esta embrulhada em azul turquesa com o toque Disney. Para vocês terem uma ideia, há uma caixinha de correios no meio da loja com o simples intuito de receber nossos pedidos. Os cast members, então, encarregam-se do destino deles, que é o ouvido dos maridos! (risos). A boutique toda tem ambiência clássica com fotos da cidade de Nova York, cidade onde foi fundada, e joias de várias coleções, inclusive para noivado.

Tiffany & Co

Caixinha de correio mágica

Terminamos na Sweet On You, uma sorveteria com guloseimas para dar e vender. Na realidade, só vender! Fiquem doidos com os potinhos de sorvete de saia de Minnie e se esbaldem com 5 bolas do lado do casal mais querido do reino mágico.

Casal querido!

Potinhos de sorvete

Doces e mais doces

Já estava com fome por essas alturas e aí fui conhecer o Cabanas, restaurante no topo do navio que serve café da manhã, almoço e jantar no estilo buffet. Aproveitei para tomar um capuccino do Mickey, comer waffles do Mickey, com vista para ilha de quem? Do Mickey!

Cappuccino do Mickey

Aproveitamos tanto… que mar delicioso! Brincamos em família, descansamos nas boias e renovamos o bronze. A comida na ilha é hamburgers, pizzas, muitas frutas e bebidinhas. O sorvete é à vontade!

Cheguei, Castaway Cay!

Esculturas que imitam os quatro presidentes em Mount Rushmore

Meus meninos!

Frutas à vontade

Piña Colada

O dia passou como num passe de mágica. Também, o que eu poderia querer mais, quando se trata de Disney?! Voltamos para o navio antes do horário obrigatório de 16:30hr. Chegando no quarto, bandanas do Mickey pirata estavam na cama. Um convite para irmos para festa do pirata, na área da piscina. Antes, assistimos um filme com Biel no quarto, o que foi ótimo, porque ele deu um bom cochilo. Peguei o jantar dele no Flo’s Cafe, local de lanches mais rápidos, fomos na festa do pirata, onde Biel ficou super empolgado – não era só Biel não. Tem famílias e famílias vestidas a rigor! – e quando a festa com personagens terminou, fomos até o clubinho com ele.

Tínhamos jantar no Palo, restaurante italiano só para adultos, no topo do navio. Alexa, nossa cast member, me ensinou bastante sobre vinagres balsâmicos, queijos, e a beleza de Veneza, cidade que inspira o Palo. Quadros e colunas peculiares da região estão espalhados pelo ambiente. Mas o que me deixou inebriada mesmo, foi a vista para aquele marzão de meu Deus! Os pratos que escolhi estavam maravilhosos, principalmente, o antipasto, a salada Caprese e o soufflé com sorvete de baunilha.

Antipasto

Salada Caprese

Soufflé com sorvete de baunilha

Foi uma noite muito agradável e recomendo a experiência para casal em lua de mel, ou, mesmo, para o casal que está com a família toda. Aqui usei aquele telefone do quarto, que mencionei no começo do diário, para falar com Biel e saber como ele estava se sentindo. Eu sei, eu sei… coisa de mãe!

Já era tarde e fomos nos aquietar. Vocês sabem que com criança é assim mesmo. A gente não tem muita vez, não. No entanto, se vocês estiverem sozinhos ou com crianças mais velhas, que tal um karaokê, ou ver o show de fogos? Há diversas atividades que vocês podem escolher no navigator. Inclusive, durante o dia, há o Bibbidi Bobbidi para as meninas se arrumarem como princesas e tira muitas fotos com elas. Várias delas aparecem no navio!

Bibbidi Bobbidi Boutique

Princesas esperando para tirar fotos

Cadeira da Cinderella para tirar fotos

Dormi como uma pedra 2! Aliás, dormimos! Tomamos café no Cabanas e descemos para Castaway Cay novamente. Lembrem que o itinerário não é esse. Desta vez , o navio parou duas vezes na ilha, porque estávamos na viagem inaugural do Fantasy.

Como bons desbravadores, fomos conhecer o outro lado dela e adoramos! Tinha escorregador, barzinho e cadeiras em locais mais sossegados. Morfei até dizer chega, enquanto olhava Biel brincar de castelinho de areia do meu lado.

Também gosto de abraços quentinhos, Olaf!

Meu pequerruxo!

Vista do bar

Escorregadores preferido do Biel

Margarida e sua roupinha de praia

Voltamos para o navio! Conheci o Senses Spa. Antes de chegar nele, uma piscina só para adultos. Dentro dele, bar de sucos detox, cadeira anatômicas para descanso, fazer unhas e usar jacuzzi com vista para o mar! Estava nos céus! Ou bem pertinho!

Aqui conheci Filipa, cast member de Portugal, atenciosíssima. Se você estiver lendo, Fi, saiba que não esqueço das suas dicas portuguesas!

Entrada para saunas e chuveiradas tropicais

Quem não queria ficar numa jacuzzi com uma vista dessas?

Não exagerei na dose, pois os meninos me esperavam na piscina. Brincamos no Aquaduck, um tobogã transparente, que circunda todo o navio, com uma alça que estende-se para fora dele. Obviamente nada radical, pois vocês já estão carecas de saber que não piso em coisas alucinantes (risos). Enquanto a fila diminuía, assistíamos Rapunzel no cinema da piscina do andar inferior. Acabei aprendendo que ali era um lugar facinho para ver personagens. Pluto e Pateta passaram por lá, assim como quem não queria nada! A gente amou, claro! Ou seria melhor dizer, eu amei?! Hahaha.

Aqua Duck

Rapunzel em alto-mar

Goofy

Coisa fofa!

O jantar da noite foi no Royal Court, o qual homenageia as princesas da Disney. Toda a decoração tem a ver com elas. As louças tem coroas, as cadeiras sapatinhos e a cestinha de servir pão é uma carruagem. Adorei a sopa de cebola com queijo, conhecida por “French Onion”.

O clima já era de despedida. Iríamos embora na manhã seguinte, mas Freddy falou que podíamos tomar nosso café da manhã no Royal Court novamente. Um prêmio de consolo… que ganhou pozinho pirlimpimpim quando cheguei no quarto.

Sopa de cebola com queijo

Simplesmente uma sacola azul turquesa dos sonhos já brilhava no escuro (risos). Dessa vez não foi o maridão, mas a própria Tiffany & Co. Fiz vídeo e não postei por conta da internet. Também não abri com medo de quebrar, pois algo me dizia que era uma louça. Estava certa! Ganhei um porta-joia lindo de porcelana com ícones da cidade de Nova York, que tanto amo, pintado por todos os lados. Um mimo Tiffany + Disney entregue exatamanete na última noite, para me deixar mais saudosa ainda!

Meu presente Tiffanny + Disney

Estava hipnotizada pela magia, mas tínhamos que arrumar as malas e deixá-las prontas do lado de fora da cabine até às 22:30hr. Benjamin deixou umas etiquetinhas do Tico e Teco para que colocássemos nelas. Essas etiquetas facilitam encontrar as malas no desembarque.

Tag do Tico e Teco para colocar nas malas

Ainda desci para visitar as lojinhas e todos os ítens Disney Cruise que só vendem lá. Reparem nas canecas e na mala!

Caneca 1

Caneca 2

Malas e toalhas exclusiva DCL

Dormimos como uma pedra triste!

Descemos para o lobby com nossas bagagens de mão. As canções da Disney truando nos ouvidos e o marido dispara: — É para fazer chorar? Para vocês verem, que até os mais firmes corações masculinos sucumbem à magia Disney.

Escolhemos nossas fotos, tiradas no decorrer da viagem – quem não as compra, que atire a primeira pedra – e fomos rever Freddy, Tahsin no Royal Court.

Vista do Royal Court

Louça toda de sapatinhos

Antes de desembarcar assistimos Guardiões da Galáxia 2. 

Aqui terminou nossa aventura no Disney Fantasy. Três corações lotados de lembranças e três cérebros dizendo: já está bom de planejar outro cruzeiro. Os pés mal encostaram em terra firme e já estávamos a decidir entre 7 dias no Caribe ou Alaska! Ou, quem sabe um todo ano…

Só sei que fomos mesmos conquistados pelo besourinho Disney Cruise e não há repelente para ele, graças a Deus!

*Preços devem ser cotados com sua agência de preferência. No entanto, tenho contatos de local com desconto. Me escrevam no cosmopolitando@gmail.com caso tenham interesse.

Detalhes

 

26
May
2017
0

“Flight of Passage” vira a atração mais querida do parque Animal Kingdom!

Grande parte do elenco do filme Avatar (2009) – entre as cinco maiores bilheterias do mundo – reuniu-se no Walt Disney World em Orlando para a grande inauguração de “Pandora – The World of Avatar”.

O diretor James Cameron e o produtor Jon Landau juntaram-se às estrelas Zoe Saldana, Sigourney Weaver e Sam Worthington na nova “terra” de 12 acres no parque Disney’s Animal Kingdom.

Grande parte do elenco de "Avatar" e Bob Iger, CEO Walt Disney World

“Tinha 19 anos quando vislumbrei um mundo bioluminescente de criaturas estranhas e montanhas flutuantes”, disse Cameron.

Amanhã, dia 27 de maio, essa “terra” abre suas “portas” para o público.

O cenário foi inspirado em uma nova era. Esta sem disputa entre os humanos e os Na’vi, ou Pandorans, criaturas de pele azul e habitantes de Pandora. Sem conflitos, o planeta atualmente tem uma paisagem exuberante repleta de plantas e flores coloridas de tamanhos descomunais, que tornam-se ainda mais impressionantes ao anoitecer, quando sua bioluminescência clareia o jardim gigantesco.

Montanhas flutuantesFlor giganteFlores e mais flores

A vegetação brilha ao lado dos riachos e há um zunido característico de floresta, que ecoa pela penumbra. O chão cintila e não há sinal algum de qualquer outro ambiente do Animal Kingdom. Parece que estamos em um planeta distante de verdade, particularmente quando avistamos as montanhas flutuantes. É aqui nesta área que acessamos a atração “Flight of Passage” (Vôo de Passagem), através de uma subida curta e passagens que provocaram uma certa inquietação em mim, ao ouvir o silvo de um banshee, pássaro assombroso e nativo de Pandora.

Montanhas flutuantes vistas de uma das passagens que leva para o "Flight of Passage"

Floresta bioluminescente à noite e eu

O caminho leva a um centro de pesquisa, onde encontramos um avatar gigante humanóide Na’vi flutuando em um tubo. Somos um pequeno grupo de 18 pessoas levados para uma câmara de ar, onde cada um recebe um rosto de um avatar – fiquem tranquilos! Não assumimos a cor azul para todo o sempre.

Um vídeo informativo explica como somos ligados ao nosso avatar, já no mundo de Pandora, a fim de que possamos simular um vôo no dorso de um banshee.

Avatar gigante humanóide Na'vi

Os simuladores de vôo tem a forma de uma motocicleta. Após sentarmos, vestimos os óculos 3D e um entrave traseiro nos coloca em uma posição inclinada para frente. De repente, mergulhamos para baixo de um penhasco, driblando montanhas, árvores gigantescas, adentrando cavernas com flores cintilantes e surfando por dentro de uma onda desmesurada – minha parte favorita- com ventania e aromas respingando no rosto. O pôr do sol de Pandora também nos aguarda em uma experiência fantasiosa, onde eu garanto o pedido de bis.

Há uma outra atração chamada Na’vi River Journey, onde um barco circunda uma natureza que brilha no breu. Há também um restaurante com comidas e bebidas especiais na cor azul, mas nada, absolutamente nada, em todo o reino mágico de Disney, consegue deslumbrar mais que a sensação de vôo livre que a “Flight of Passage” transmite.

"Na’vi River Journey"

Ainda estou sob o efeito envolvente da atração e asseguro não ter chá de cogumelos em Pandora (risos).

Simplesmente fantástico!

26
May
2017
0

Obaaa! Volcano Bay está pronto!

O terceiro parque da Universal Orlando Resort, o Volcano Bay, inaugura em alto estilo tropical! Krakatau (o vulcão), como é conhecido graças a seu Deus e criador de mesmo nome, promete jorrar lava todas as noites desde que sua filha caiu de amores por outro alguém – assim diz a lenda.

Indo para Krakatau!

A bem da verdade, o estremecimento veio mesmo do rufar de tambores em frente à estrutura com mais de 60 metros de altura, que a gente avista lá da famosa I4, highway que nos leva para os parques temáticos.

Não há catracas, mas totens e muitas saudações, ou kia ora, na língua do povo nativo da ilha, os Waturi. Foi nesta hora, que recebi uma pulseira, a “TapuTapu”, ou dispositivo incluído com a admissão, que nos permite esperar pelas atrações sem termos que ficar na fila. Ao invés, aguardar deitados em uma das espreguiçadeiras, ou melhor ainda, engilhando na piscina de borda infinita, localizada na lateral direita do parque. Acrescente um drinque de côco com abacaxi à cena e estamos conversados! (risos).

TapuTapu funcionando

Vale ressaltar, que a  “TapuTapu” não serve apenas para avisar que chegou nossa hora na atração. O acessório ativa efeitos especiais, ilumina imagens ocultas e armazena informações de cartão de crédito e fotos que, por ventura, são tiradas automaticamente em alguns pontos do parque. Para usufruir do benefício “corpinho com apenas biquíni e TapuTapu”, basta criar uma conta no aplicativo da Universal Orlando Resort ou no site do Universal Orlando.

Krakatau

 

A atração principal é naturalmente o Krakatau. Do lado de fora, cachoeiras que se transformam em lava à noite, enquanto que do seu interior saem quatro toboáguas.

O maior, Ko´okiri Body Plunge, é dono de uma queda de 70 graus de inclinação e 38 metros de altura. O escorregador tem a parte final dele dentro de uma piscina na base do vulcão. Ou seja, se a pessoa que estiver descendo – fiquem tranquilos, porque jamais serei eu – estiver de olhos abertos poderá ver esta piscina por debaixo d’água. Já no Krakatau Acqua Coster, primeira montanha-russa aquática da Flórida, os visitantes embarcam em canoas especialmente projetadas, que serão lançados para cima e para baixo.

Há várias outras experiências espalhadas por diferentes áreas. O parque é dividido em três áreas: a Wave Village, onde fica o Krakatau e a praia artificial; a Rainforest Village, com atrações radicais e a River Village, com brinquedos para todas as idades. Os passeios variam de relaxante a emocionante, atendem a todas as faixas etárias, e incluem piscinas de ondas e correnteza encantada.

Olhem ali as voltas desse toboágua!

Área para crianças

Toten da Honu ika Moana

Tobogãs

Quanto ao quesito gastronômico, mais de 60 tipos de pratos inspirados na culinária do Pacífico Sul serão servidos por todo o parque. Coquetéis tropicais e sobremesas à base de abacaxi não vão faltar na “ilha”. Contudo se vocês acharem que um sorvete combina mais com a história de Krakatau, peçam o “Waturi Fusion”, uma mistura de banana, laranja, morango e blueberry e aproveitem até dizer chega!

Restaurante com saladas e comidas tropicais

Sobremesas tropicais

Bolinho de chocolate e abacaxi – foto Silvia Cervi

Escultura na mesa das sobremesas

Para informações de preços visitem www.universalorlando.com

Cabanas privadas

10
May
2017
0

Me apaixonei por Los Angeles!

Já conhecia a cidade, mas só fui uma vez e já faz um tempão! Vou nem dizer quanto, se não vocês vão fazer os cálculos e descobrir que já sou uma matusalém (risos).

Estive lá recentemente para cobrir o tapete vermelho do Radio Disney Music Awards (chic não, o cão – risos) e, mesmo com o horário bem contadinho, compilei umas dicas cosmopolitânicas que vocês vão ficar doidinhos!

Primeiro, temos que nos familiarizar com a cidade de Los Angeles, metrópole que obriga-nos a acordar cedo para aproveitar o dia. São muitos lugares interessantes e atividades incontáveis, no entanto, tudo é longe para Dedéu. Meu conselho é conhecer a cidade por áreas. Primeiro, começar por Downtown LA, o suprassumo no quesito de museus e complexos de esportes e entretenimento:

 

  • The Los Angeles Music Center consiste de três teatros que abrigam o drama, a dança e a ópera da cidade. Já o Disney Concert Hall é casa da Orquestra Filarmônica de Los Angeles.

 

A melhor maneira de conhecer os teatros é fazendo os tours. Há um guiado e gratuito de 90 minutos por todo o Music Center e um de 60 minutos incluindo apenas o Disney Concert Hall. Para quem domina a língua inglesa, há um áudio tour narrado por John Lithgow com bem mais detalhes. Todos os três começam no lobby do Walt Disney Concert Hall.

  • The Broad

O mais novo museu de arte contemporânea, inaugurado em 2015 na Grand Avenue, fica bem perto do Walt Disney Concert Hall. O museu guarda a coleção pessoal dos filantropos Eli & Edythe Broad, construtores do projeto.

 

  • O The Museum of Contemporary Art (MOCA) fica de frente para o The Broad Museum.

 

  • The Grammy Museum  L.A. Live apresenta a história da música e dos prêmios GRAMMY , que reconhecem o melhor da música.

 

Fiquei hospedada no Omni Los Angeles Hotel at California Plaza, bem no meio desse frenesi de artes, música e celebridades. Da minha janela direita via o Disney Concert Hall e logo em frente, o Hollywood Sign. Todos os museus e outros pontos interessantes ficam a uma curta distância.

 

Ótima localização não é atributo singular do hotel. Ele tem conforto, é cercado de mimos para os guests e possui um staff extremamente atencioso. Minha estadia foi rápida, mas suficiente para cair de amores à primeira vista, principalmente depois do café da manhã!

  • Conheça ainda o The Fashion District, famoso por roupas e acessórios com preços acessíveis. Procurem não visitar aos domingos, já que nem todas as lojas estarão abertas neste dia.

 

  • Downtown Los Angeles Art District, área industrial que tem crescido na comunidade dos artistas desde os anos 70. A maior parte dos murais na cidade encontram-se lá e podemos explorar tudo por conta própria.

 

  • L.A. Live é um complexo de restaurantes e entretenimento próximo ao Staples Center, Vários locais de entretenimento ao vivo e restaurantes cercam o Nokia Plaza, atualmente Microsoft Theater, o qual é adornado com uma série de telas de alta definição ao ar livre com conteúdo sincronizado. Digamos que uma mini Times Square.

 

  • O Staples Center hospeda o time de basquete LA Lakers, bem como, grandes concertos e eventos de estádio.

 

Depois de destrinchar o centro de Los Angeles, mude de ares visitando uma cidade pequena e bem atraente chamada Beverly Hills. As atividades mais badaladas são compras, restaurantes e conhecer muitos hotéis de luxo. Um deles o icônico, The Beverly Hills Hotel, é famoso por seus lendários convidados. Durante o século passado, as estrelas de Hollywood desfrutaram do glamour intemporal desse cenário, atraídos pelo ambiente descontraído e pelo serviço impecável. O hotel 5 estrelas está localizado na Sunset Boulevard, no centro de Beverly Hills, e está rodeado por 12 hectares de exuberantes jardins tropicais e flores exóticas.

 

Aproveitem para bater uma perna na famosa Rodeo Drive, 3 blocos de compras no sul da Califórnia, entre Santa Monica Boulevard e Wilshire Boulevard. Aqui você encontrará boutiques dos designers mais luxuosos do mundo. Se sobrar um tempinho, caminhe pela Via Rodeo, ruela charmosa do local.

Cortesia: lovebeverlyhills.com

West Hollywood, carinhosamente conhecido como WeHo, é uma cidade de menos de quatro quilômetros quadrados completamente cercada por Los Angeles e Beverly Hills. Foi formada em 1984 de uma área anteriormente não incorporada a Los Angeles County adjacente a Hollywood.

É conhecida por ser a cidade mais “gay-friendly” do país e ponto de compras de artes e moda.
O Sunset Plaza é um complexo de restaurantes bem conceituado da área.

Hollywood

 

Embora a maioria das principais atrações de Hollywood estão relacionadas com a indústria do entretenimento, este não é o único atrativo. Vida noturna, restaurantes finos, e teatro devem fazer parte do seu roteiro. Fácil acesso às maravilhas naturais da cidade e um dos principais museus de ciências são outros pontos a serem visitados.

 

  • Meça suas mãos e pés com as impressões de suas estrelas favoritas no Forecourt das Estrelas, em frente ao Teatro Chinês – Hollywood Boulevard em Hollywood & Highland.

 

  • Tire fotos do Hollywood Sign (placa). Há muitos lugares com vista para a tal, mas um dos pontos mais fáceis de vê-la e obter uma foto de respeito é a partir das pontes de visualização no Hollywood & Highland, complexo ao lado do Teatro Chinês.

 

  • Griffith Observatory fica a poucos minutos de Hollywood Boulevard. As exposições são atraentes, no entanto, se não forem interessantes, vale a pena uma visita para guardar vistas magníficas da cidade na memória.

Cortesia: Matthew Field

 

Cansaram de tanto concreto e urbanismo? Visite Santa Mônica, cidade litorânea do lado oeste de Los Angeles, logo acima da costeira Venice Beach e logo abaixo da mais calma Malibu. Grandes chances de avistar celebridades, shopping, jantares excelentes e um parque de diversões com vista para um dos pores do sol mais famosos do mundo!

Aproveite a proximidade e ande até Santa Monica Third Street Promenade, que consiste de três quarteirões ao ar livre com inúmeros restaurantes que servem ingredientes locais e coquetéis artesanais, lojas de todos os tipos e artistas de rua.

 

Minha viagem foi extremamente corrida a passei a maior parte do meu tempo em Downtown. Da próxima, que espero ser em breve, vou esmiuçar com mais gosto ainda! Não vai ter um café, um chá da tarde ou um sushi que passe em branco. E o seu museu Griffith que me aguarde! Cada canto dele será um flash dessa cidade literalmente estrelada.

8
May
2017
0

Tem confeitaria chegando na área…

Vocês não tem noção de como um salgadinho tem seu valor! Mas não é qualquer um não. Me refiro àqueles que a gente passa o dia todinho pensando no aniversário que vem logo mais. O convite mal chegou e a gente sonha:  — Oba! Vou me acabar de comer salgadinho (assumo, era dessas!) risos. Contudo, não faço a linha formiga, e eu sei que você não acreditam, mas meu negócio mesmo é pastel e coxinha! Só que aqui não é tão comum quanto em festinhas daí. Então, o que a gente faz? Veste nossa roupinha de sapo e dá nossos pulos, ou seja, se vira…

… com o que tem. Por isso, fiquei feliz com a chegada do “The Glass Knife” (A Faca de Vidro), casa estilo confeitaria que está aterrizando em Winter Park – charme de cidadezinha, diga-se de passagem. Não é que terei minha coxinha catupiry perto de mim, mas, pelo menos, uns quitutinhos para hora do café e almoço.

Fachada frontal – cortesia The Glass Knife

Fachada lateral – cortesia The Glass Knife

Quem teve a ideia de nos presentear com essa proeza foi o empreendedor Steve Brown inspirado na mãe dele, Jacque, que era uma confeiteira de primeira. Sua coleção de facas de vidro dos anos 20 batizaram o lugar.

Coleção de facas de vidro – cortesia The Glass Knife

E para completar a satisfação, guloseimas assinadas pelo chef Stuart Whitfield, que já trabalhou no Four Seasons e no The Walt Disney Company. — Pouca coisa não, viu?!

Bolos clássicos, donuts, croissants e sanduíches farão as nossas vidas mais felizes a partir do outono deste ano.

Já estou no estilo “pode vir quente que estou fervendo”! E se tiver um pastelzinho, nunca mais tiro meus pés de lá!

 

 

4
May
2017
2

Em homenagem ao dia de Star Wars…

O Cosmopolitando não virou um website de receitas, já aviso, rs. No entanto, para o dia de hoje, achei apropriada uma receitinha que a gente só encontra na galáxia mais longe do que a baixa da égua, como se diz lá no Ceará.

Hoje, dia 4 de maio, é o dia em que Star Wars e seu legado é homenageado. A empresa ABC News comprou a Lucasfilm, empresa de George Lucas criador de Star Wars em 2012 e, desde 2013, reconhece o dia como festa para os fãs com celebrações pelos parques da Disney.

Como vocês sabem que procuro puxar a sardinha para o meu lado, minha homenagem vai ser digna de princesa e, óbvio, sobre comida! Mais precisamente recheada com uma Nutellinha! Tenho certeza que a force (força), a energia e alguns quilinhos a mais estarão com vocês, logo depois! rsrsrs.

Tomem nota da receita de Brownie de Nutella da blogger de lifestyle Jenn Fujikawa.

Leia buns

Brownie da Princesa Leia

Ingredientes:
Nutella

Ingredientes da massa:
1-1/2 xícara de leite integral na temperatura ambiente e 1colher de chá de fermento
3 xícars de farinha de trigo
½ xícara de pó de cacau
¼ xícara de açúcar
½ colher de chá de canela
pitada de sal

Ingredientes da cobertura:
1 xícara de açúcar
¼ xícara de pó de cacau
2 -3 colheres de leite

Em uma tigela pequena, misture o leite e o fermento. Separe.

Na batedeira misture a farinha, o pó de cacau, a açúcar, a canela e o sal. Adicione à mistura de leite com fermento e misture até ficar homogêneo. Cubra com uma toalha e deixe descansar por 15 minutos.

Prepare uma assadeira, untando com manteiga e preaqueça o forno (180 graus).

Em uma superfície desenrole a massa em formato de retângulo. Espalhe a Nutella por todos os lados.
— Atenção Stormtroopers: arrochem (caprichem) na Nutella! Não precisa economizar!

bun dough
Enrole a massa como um rocambole e fatie. Coloque na assadeira por 18- 20 minutos.

Em uma outra tigela misture o açúcar, o cacau e o leite para a cobertura. Chuvisque por cima dos rolinhos e coma até dá de cara com o Han Solo (personagem de Harrison Ford).Uma forma mais delicada de dizer: Comam até morrer! rs

E que a fome, ops quero dizer, a força esteja com vocês!

 

27
Apr
2017
0

Receita da salada mais famosa dos EUA

Salada "1905"

Eleita pelo USA Today, um dos jornais mais respeitados dos Estados Unidos, como uma das top 10 saladas do país, “1905”, a salada celebridade do restaurante The Columbia, é considerada uma tradição em Tampa desde dos anos 40. O nome foi dado em homenagem ao ano em que o restaurante foi fundado.

Tanto pode ser servida como acompanhamento, bem como prato principal devido a carne e ao queijo usados como ingredientes. O molho é o responsável por todo o frenesi ao redor deste prato. Por isso, mãos a obra e sigam a receita como manda o figurino!

 

Ingredientes:

 

4 xícaras de alface quebrados em pedaços de  1 ½” × 1 ½”

1 tomate maduro cortado em 8 pedaços

½ xícara de presunto cozido cortado em tiras

½ xícara de queijo suíço cortado em tiras

½ xícara de azeitonas espanholas

Molho “1905” (receita abaixo)

¼ xícara de queijo Romano ralado

2 colheres de sopa de Lea & Perrins Worcestershire Sauce® (Walmart)

1 limão

 

Preparação:

 

Misture o alface, tomate, presunto, queijo suíço e azeitonas em uma tigela. Antes de servir, coloque o molho “1905”, o queijo ralado, o Worcestershire e o suco do limão. Servir imediatamente!

 

“1905” ingredientes:

 

½ xícara de azeite de oliva espanhol

4 dentes de alho picados

2 colheres de chá de orégano

⅛ xícara de vinagre branco

Sal e pimenta a gosto

 

Preparação do molho:

 

Misture o azeite de oliva, o alho e o orégano em uma tigela com um batedor de fio. Mexa no vinagre gradualmente até que forme uma emulsão. Depois tempere com o sal e a pimenta. Para um melhor resultado, façam uns dois dias antes e coloquem na geladeira.

Bom apetite!

25
Apr
2017
0

Saibam mais sobre o novo café da manhã com Rapunzel e Princesa Ariel

Que tal começar a manhã com um breakfast assinatura Disney bem novinho?

Pois se vocês forem fãs dos casais Rapunzel & Flynn e Ariel & Eric passem ligeiro para reservar o Bon Voyage Adventure Breakfast no restaurante Trattoria Al Forno, localizado no Disney’s Boardwalk Villas.

Quem acompanha o blog, ou meu instagram (@cosmopolitando) sabe o quanto amo dar, literalmente, umas voltas pelos resorts do Epcot. O Disney Boardwalk é um deles. Um passeio gostoso para fazer com a família, a dois ou sozinho mesmo. Muitas fotos para capturar, lojinhas, restaurantes e uma entradinha secreta para o Epcot. Ressalto aqui minha dica de fazer este café no dia que este parque estiver no roteiro. No entanto, se vocês estiverem naquela base de “relaxamento master estou na Disney”, pode escolher qualquer dia que está de bom tamanho!

Sou fã das refeições com personagens, porque as crianças (e Peter pans eternos como eu, rs) podem ter a certeza de levar para casa fotos e autógrafos, sem o estresse de chegar cedo para aguardar milhões de anos em uma fila. A gente fica sentadinho, deixando a barriga bem furnidinha para a maratona de parques e a realeza vem ao nosso encontro.

O cardápio inclui fritadas com prosciutto e queijo Pecorino Romano, panquecas, calzones com ovo e muitos muffins e biscoito de sozinho, símbolo da Rapunzel.

Para reservar podem ligar no (407) 939-5277 ou escrever um email para o Cosmopolitando Concierge cosmopolitando@gmail.com

24
Apr
2017
0

Como viverei sem o “Wishes”?

Entendo que mudanças fazem parte da vida, mas, dramaticamente falando, não sei como viverei sem o show mais esperado da cidade. Desde que me conheço por gente fico lá na main street lacrimejando, enquanto ouço que nossos “dreams come true” (sonhos viram realidade).

No entanto, Walt Disney World não iria nunca deixar seus “disney freaks” – apelido carinhoso dado aos fãs fervorosos do reino – chupando o dedo. É óbvio que vem aí mais um espetáculo com nome pronto e tudo: “Happily Ever After” (Felizes para Sempre), debutando dia 12 de maio deste ano.

Wishes - show de fogos do Magic Kingdom

Wishes – show de fogos do Magic Kingdom

Uma parte do show apresentará uma série de animações em sequência, projetadas no Castelo da Cinderela. Em uma delas, a vilã do filme A Pequena Sereia, Úrsula, aparecerá em tamanho GG com seus tentáculos rodeando as torres do castelo.

Moana e personagens do filme Zootopia: Essa cidade é o Bicho darão um toque mais moderno ao show, contudo acalmem-se os mais tradicionais como eu (risos), porque Princesa Aurora vem deixar o lugar mais cor-de-rosa e a Sininho (nome do meu tempo) e, atual Tinker Bell, fará seu clássico vôo direto das janelas dos aposentos reais.

Estarei lá para conferir!

1 2 3 50