17
Nov
2017
0

Parabéns, meu querido Mickey Mouse!

A Disney estará celebrando o aniversário do nosso querido Mickey amanhã, dia 18 de novembro, em todos os parques ao redor do mundo. Em Walt Disney World, teremos broches comemorativos escrito “Happy Birthday, Mickey!”, produtos estampando o evento e bolo, claro!

Move it! Shake it! Dance & Play it Parade

Outras festas similares acontecerão em Disneyland in Anaheim, Calif., Disneyland Paris, Hong Kong Disneyland, Shanghai Disney, Tokyo Disney e este ano comemorarei com ele em “Parri” – botei foi pra quebrar (risos).

Acompanhem meu Instagram (@cosmopolitando) para ver a Disneyland Paris dando uma festança para o aniversariante do ano!

#HappyBirthdayMickey

Amorette's bolo do Mickey

 

7
Nov
2017
0

Disney deu festinha privé para dar boas vindas ao Sunset Seasons Greetings…

… novo show do parque Hollywood Studios!

A Tower of Terror, atração a qual um elevador despenca do 13° andar – nunca fui e que Jesus me defenda! – receberá projeções como parte do novo evento, que começa a partir do dia 9 de novembro e estende-se até 31 de dezembro. A rua que leva até a Torre, inspirada na verdadeira rua de Los Angeles, chama-se Sunset Boulevard e transforma-se em paisagem de inverno com luzes de natal, guirlandas e neve, acompanhados de alguns dos personagens clássicos da Disney.

Pateta chegou para alegrar a festa!


Enquanto esperávamos a neve cair, as projeções mudavam em uma das edificações mais altas do complexo Walt Disney World. Mickey e Minnie habitam uma cidade inspirada nas obras do ilustrador Norman Rockwell; os personagens do filme “Toy Story” aparecem para adivinhar quais presentes eles vão receber para o Natal; o chef de “The Muppets” aparece na cena de um biscoito de gengibre gigante e Olaf de “Frozen”, embora queira mesmo abraços quentinhos de verão, se esbalda em um inverno com neve e aurora boreal.

 

 

Mickey na área

Toy Story

Disney é Disney!

Com a neve caindo…

Não foi suficiente? Pois não se preocupem! O espetáculo  “Jingle Bell, Jingle BAM!” está de volta e junto com a festa das sobremesas, a “Holiday Dessert Party”.  Bolinhos red velvet em formato de árvore de natal (meu favorito), churros crocantes, marshmallows e mousse de chocolate com cobertura de caramelo vão enlouquecer a sua vida, enquanto um show de natal com fogos, luz, música e história de natal projeta-se no Teatro Chinês, também no Hollywood Studios.

Bolinho Red Velvet – Courtesy of Disney Parks

Churros crocantes do Olaf – Courtesy of Disney Parks

Coquetéis e vinhos estão disponíveis para hóspedes com mais de 21 anos.
De 9 de novembro a 15 de dezembro, o custo é de US $ 79 por adulto (cerca de R$260), US $45 (cerca de R$148)para crianças 3-9 e 17 a 31 de dezembro, o custo é de US $ 89 (cerca de R$294) para adultos, US $ 49 (cerca de R$162). O preço inclui impostos e gratificações.

 

 

Hollywood Studios só para mim! (risos)

 

 



			
6
Nov
2017
0

O acessório do momento!

Tem um tempinho que venho percebendo o sucesso que as meias estão fazendo na moda. Até as arrastões, que antigamente vinham acompanhada de um certo preconceito, estão com tudo. Usa-se embaixo da calça rasgada, curtinha com sapato alto e até transparente só para dar um charme.

Por conta dessa tendência toda, a marca Stance lançou uma coleção com os personagens da Disney e do jeito que a moda anda bem versátil, dá para fazer uns lookizinhos para ir aos parques. Ainda mais no frio, que diga-se de passagem, espero que chegue em breve.

Você pode comprar as suas clicando aqui 

 

3
Nov
2017
0

Eventos de Natal em Orlando e redondezas

A vela já está ali derretida, soltando cheiro de maçã com canela e não tem escapatória! O perfume entra no meu juízo e me faz pensar em natal, ou seria o contrário? Também pudera… envolvida com tantos eventos na cidade, acabo liberando a louca da vela que há em mim. A única coisa que ainda não fiz foi montar a árvore.

Porém, como consolo, já tenho marcado no calendário todos as celebrações natalinas que quero ir até o final do ano. Óbvio que o natal do Mickey (MVMCP), no Magic Kingdom, é uma delas. Não tem como deixar de tomar um chocolate quente vendo a neve cair em pleno Magic Kingdom. Ressaltando o desfile dos soldadinhos de chumbo com marcha coreografada e personagens vestidos a caráter. Simplesmente lindo!

 

Courtesy of Disney Parks

Courtesy of Disney Parks

Adoro também a celebração de Natal em Mount Dora, cidadezinha charmosa localizada a 30 minutos norte de Orlando, conhecida por suas lojinhas de antiguidades e festivais. Um deles é o “Annual Light Up”, que conheci ano passado graças a minha mãe – acho que com todo respeito posso chamá-la de a “louca do natal, mãe da louca da vela” (risos) – e fiquei apaixonada! O Donnelly Park inteiro e o centrinho fica iluminado com mais de 2 milhões de luzinhas. Tem shows, músicas de natal e food trucks. Este ano será dia 25 de novembro, começando às 16:30h.

 

Courtesy of Mount Dora Christmas

Em Winter Park, outra pedra preciosa, temos a parada de natal. Um evento bem americano, onde temos que acordar mais cedo do que o canto do galo, para encontrar estacionamento. As escolas apresentam-se com danças, músicas e o casal 20, Mickey & Minnie, tem seu próprio carro. Dia 2 de dezembro começando às 9h. Cheguem, pelo menos, 1h antes.

Winter Park Christmas Parade – divulgação Instagram Cosmopolitando

Celebration, cidade com nome tudo a ver com a época, também tem seu brilho! Todos os dias de 25/11 a 31/12, a neve cai na ruela principal de hora em hora, das 18 às 21h. Fotos com papai e mamãe Noel, passeios de trenzinho e rink de patinação no gelo de mentirinha fazem parte da brincadeira. As crianças amam!

Biel admirando a neve

E em Orlando, além da minha querida Mickey’s Very Merry Christmas Party, temos a Macy’s Parade no Universal Orlando, eventos no Disney Springs e um festival de árvores de natal de todos os tamanhos, cores e gostos no Orlando Museum of Art. De 11 a 19 de novembro, de 10 às 17h. Adulto: $15 e criança de 3-11 anos $5.

Courtesy of Kim and Carrie

Ahhh, esta época do ano é ou não é um presente? Como fala minha senhora mãe:

Por mim, montava minha árvore de julho a julho.

Vai fundo mãe. Ouvi dizer que o Papai Noel deixa!

 

 

31
Oct
2017
0

Fim do ano chegando…

… e eu simplesmente amo essa época! Já começo a comemorar desde o comecinho de novembro com abóbaras, folhinhas cor laranja – todas as decorações giram em torno dos tons do outono – e velas. Deixo a casa cheirando a festa de fim de ano!

A primeira delas é o Thanksgiving, onde damos graças acompanhados dos nossos familiares. Apesar de não ser uma tradição brasileira passei a adotá-la como parte da minha vida, pois já moro aqui tem um bom tempo! Toda quarta quinta-feira de novembro nos reunimos para o jantar de Ação de Graças. Um dia depois vem a Black Friday com descontos em tudo quanto é canto, uma maneira de começar a soltar o escorpião do bolso antes das comemorações natalinas.

Mickey’s Once Upon a Christmastime Parade – Courtesy of Disney Parks

A partir daqui já montamos nossa árvore de natal e as nuances de cor passam de laranja para vermelho. As velas continuam a dar o aroma característico e só fica faltando mesmo a neve lá fora!

Contudo, a festa branca da natureza não acontece pelas bandas da Flórida. Porém nada está perdido na terra da magia e a Disney esbanja sonho realizado na Main Street do Magic Kingdom – em breve no Hollywood Studios também – com muita neve (de mentirinha).

Mickey’s Once Upon a Christmastime Parade – Courtesy of Disney Parks

A minha festa preferida, Mickey’s Very Merry Christmas Party, já tem seus dias selecionados. Para quem está de viagem marcada, prepare-se para encaixar a noite no roteiro. O ingresso é comprado a parte e no dia escolhido  aconselho chegar às 4pm. A festa começa às 7pm, mas podemos entrar às 4 da tarde.

O castelo fica mais lindo do que nunca, decorado com mais de 200.000 luzes LED e ele não acende assim como o canto do galo não, risos. A própria rainha da neve, senhora Queen Elsa, faz seu balé das mãos, canta com a irmã Anna, Olaf e cia e bota é quente – digo frio – ao deixar o maior ícone de Walt Disney World para lá de iluminado. A Frozen Holiday Wish começa dia 9 de novembro.

Elsa aprontando! Divulgação Cosmopolitando Instagram

Courtesy of Disney Parks

Papai Noel também estará presente na  “Mickey’s Once Upon a Christmastime Parade” e no Town Square Courtyard para tirar fotos!

A família toda tira foto todos os anos – Divulgação Cosmopolitando Instagram

Tomem nota dos dias em que teremos a festa de natal do Mickey:

Novembro 9, 10, 12, 14, 16, 17, 26 e 28
Dezembro 1, 3, 5, 7, 8, 10, 12, 14, 15, 17, 19, 21 e 22

26
Oct
2017
0

As pontes da Flórida

Com mais de 1.000 milhas de litoral, a Flórida tem uma parcela justa de pontes. Elas facilitam a vida de milhares de floridianos, fornecendo atalhos e promovendo o elo entre várias cidades do estado. Complementando bela função, as tais ainda são a melhor maneira de vislumbrar os cenários mais bonitos da península.

 

1- Bridge of Lions – St. Augustine

Guardada por um par de leões esculpidos em mármore, essa ponte é um elemento básico da história da cidade mais antiga dos Estados Unidos. Ainda não conhece St. Augustine? Não perca mais tempo!

 

Bridge of Lions

 

2- Sunshine Skyway Bridge – Tampa

Muito acima das águas do Golfo da Flórida, os carros que viajam pela Sunshine Skyway Bridge parecem se aproximar do céu. A ponte de concreto estende-se cerca de 30,000 pés, conectando St. Petersburg e Terra Ceia.

 

Sunshine Skyway Bridge

 

3- Seven Mile Bridge – The Keys

Conectando a península da Flórida com as Keys, a ponte leva motoristas e pedestres por um oceano infinito. E como um pote de ouro no final do arco-íris, a própria termina em frutos do mar fresquinhos e muita torta de limão.

 

Seven Miles Bridge

4- MacArthur Causeway – Miami

Composta de seis pistas, essa ponte liga Downtown Miami a South Beach através da Baía de Biscayne. O tráfego pode ser intenso em determinados horários, mas a espera é compensada com a vista de 360 graus da cidade.

 

MacArthur Causeway

5- Buckman Bridge – Jacksonville

Com mais de três quilômetros de extensão, a ponte leste-oeste transporta mais de 100 mil veículos por dia ao longo do rio St. Johns. Considerada a mais longa da cidade de Jacksonville, carinhosamente conhecida por “City of Bridges” (cidade das pontes) por abrigar 9 principais delas.

Buckman Bridge

12
Oct
2017
0

Saiba mais sobre as leis de trânsito na Flórida

Foi-se o tempo em que se marcava excursões para visitar a Flórida. Lembro que na minha época, se quiséssemos ser os “peitudos”, tínhamos que vir na raça, sem GPS, um mapa na mão e muita coragem na cara.

 

Mas a modernidade chegou e com ela as facilidades da vida! Viajamos com informações coletadas previamente e uma maquininha te dizendo onde dobrar e parar. Contudo, mesmo acompanhados da modernice e cheios de valentia, devemos conhecer as leis do local, especialmente quando algumas delas se aplicam somente à situações raras, as quais a maioria dos motoristas nunca enfrentaram, como por exemplo a primeira delas, uma das mais corriqueiras aqui, sendo no Brasil inexistente:



Parando para ônibus escolares

Se avistar um ônibus escolar buscando ou deixando crianças, não ultrapasse o veículo em hipótese alguma, independentemente de o ônibus estar na sua faixa ou na pista oposta. Os ônibus escolares apresentam seu próprio sinal de parada (“stop”) para dar às crianças segurança na hora de atravessar.

Veículos de emergência

Quando ambulâncias, carros de bombeiro e polícia estão na estrada com luzes piscando, mova para o acostamento. Devemos dar a esses veículos espaço suficiente para correrem em uma situação de emergência.

Seu celular é uma distração

Se tem algo que considero extremamente perigoso para si e para o próximo é passar mensagens ou fazer filmagens de qualquer natureza quando dirigindo. Esse problema tornou-se um transtorno nacional significativo, devido ao aumento de smartphones e outros dispositivos que causam desatenção. Em resposta, vários estados estabeleceram leis que tornaram as mensagens de texto ou o uso de um smartphone como principal ataque para os motoristas.

” As mensagens de texto ao dirigir na Flórida são apenas uma ofensa secundária, o que significa que os oficiais não podem pará-los por esse único motivo”, diz Ryan Munns, sócio da Bogin, Munns & Munns, P.A. “No entanto, se eles virem mensagens de texto sendo passadas, eles podem procurar outro motivo para multá-lo.

Em geral, os motoristas devem evitar usar seus celulares ao dirigir, incluindo mensagens de texto, chamadas telefônicas, usar aplicativos ou navegar na internet. Somente chamadas de telefone sem uso das mãos devem ser permitidas para minimizar distrações e diminuir o risco de um acidente.

Não dirija “na cola” dos carros

Conduzir muito perto de outros carros pode ser considerada uma ofensa. Se você estiver muito perto de um veículo, retarda o tempo de resposta e sua capacidade de evitar o impacto em caso de abrupta parada. Os carros precisam ter um amplo espaço para reconhecer mudanças na velocidade e responder a eles sem correr o risco de um engavetamento. Uma regra de ouro para evitar colisões desnecessárias é dar um segundo espaço entre o carro à sua frente para cada 10 milhas de velocidade. Se você estiver dirigindo 40 milhas por hora, por exemplo, fique a quatro segundos de distância.

Dê a preferência




Quando vários carros estão parados no cruzamento, o primeiro carro a chegar é o primeiro a ir.
Quando dois carros param ao mesmo tempo, a regra é: o motorista à direita sai em primeiro lugar e assim sucessivamente.

 

Realmente Pare nos cruzamentos

 

Os veículos são obrigados a parar e permitir que pedestres atravessem a rua. Se você vir um pedestre na faixa, pense duas vezes antes de passar por eles porque está atrasado para uma reunião. Isso seria uma oportunidade fácil para um policial multá-lo.

DUIs (“Driving under influence”)

Conduzir sob a influência de drogas não diz respeito só à drogas propriamente ditas, mas também álcool e substâncias químicas. Se um policial tem motivos para acreditar que você está dirigindo sob o efeito de substâncias que afetam a sua conduta, ele pode prendê-lo por um DUI – mesmo que ele não saiba quais substâncias você usou. Vale ressaltar que aqui o motorista não pode recusar o teste de sobriedade, sob risco de ser preso.

Sinal vermelho

 

Aqui, como em qualquer lugar do mundo, devemos parar no sinal vermelho. No entanto, dobrar à direita é permitido, mesmo com sinal fechado, caso carros não estejam vindo da esquerda, ou se não houver uma placa proibindo. Há sinais em que placas dizem (“No turn on red” – Não vire se o sinal estiver vermelho).

 

5
Oct
2017
0

Baseline, o pub do Hollywood Studios

Estou adorando essa vibe da Disney de acrescentar uns cantinhos mais charmosos para alguns – incluindo eu – colocarem comida para dentro, enquanto outros colocam os bofes para fora em atrações como Torre do Terror – carinhosamente chamada de elevador –  Aerosmith roller coaster, ou nas duas juntas, se assim for da sua preferência. #deusmedefenderai

Até porque, vocês já sabem de cor e salteado, que gosto mesmo é de ficar quieta comendo (risos). Indo direto ao assunto, a Baseline tap house, um pub animadinho especializado em cervejas e vinhos da Califórnia, inaugurou como parte da nova área da Grand Avenue – no parque Hollywood Studios.

Toda a área transmite o espírito do centro de Los Angeles e a Grand Avenue é o lar de lojas e armazéns de escritórios vintage, que representam os distritos e cultura da cidade.

 

Exterior – Courtesy Disney Parks

O espaço possui muitos detalhes, como equipamentos e artefatos antigos, misturando o passado e o presente em um espaço convidativo. O exterior fica mais para um terraço sombreado e o que mais gostei nele foram as “luzinhas” penduradas, que passa uma impressão de quintal de casa. 

Exterior – Courtesy Disney Parks

Se você e sua família estiverem com muita fome, talvez aqui não seja o local ideal. No entanto, para quem gosta de petiscos, vinhozinho e um relax, entra, senta e espera a criançada por lá! Garanto arrependimento zero! Peçam a charcuterie com queijos, chorizo, salami, picles e baguette para beliscar e para beber, o vinho Line 39 Carbenet Sauvignon. Se não quiser arriscar no álcool, a limonada com morango refresca até a alma.

 

Aberta todos os dias a partir das 11 da matina.

Evento para mídia – HS só meu (risos)

2
Oct
2017
0

Descobri a receita do hamburger da Shake Shack!

Dizem por aí que toda dieta começa segunda-feira. Isso se vocês pararem a leitura exatamente aqui!

Pelo visto, a curiosidade foi maior, heim? Pois agora aguentem as pontas e a fome, porque Randy Garutti, CEO da “Shake Shack”, juntamente com o diretor culinário Mark Rosati e a autora Dorothy Kalins, lançaram o livro de receitas: Shake Shack: Recipes & Stories.

O “mapa” da mina já está disponível na Amazon, mas vou passar a receitinha de um dos sanduíches mais famoso dos EUA e que caiu, literalmente, na boca do povo.

Não tem um cristão que não prove um, ao menos uma vez, quando turistando por Orlando e Miami. Já são 131 locais com planos de inaugurar mais 24 este ano.

Livro de receitas Shake Shack

A receita para o molho Shack é uma mistura de Hellman, Dijon, Heinz, suco de pepino, sal e pimenta. “Nós fazemos o nosso do zero”, diz Garutti, mas quando ele e Rosati começaram a testar as receitas do livro, chegaram à conclusão de que não eram receitas as quais a maioria das pessoas gostaria de fazer em casa, por conta da trabalheira e bagunça – sou dessas.

Os autores adaptaram as receitas usando ingredientes mais fáceis de encontrar, como a maionese comprada no supermercado, ao invés de prepará-la desde o ovo, azeite, etc, fazendo assim, com que o passo a passo fosse mais curto. Caso contrário, quando o hambúrguer finalmente estivesse pronto, nós já teríamos comido os dedos antes (risos).

O livro é para super fãs do sanduíche e para os que querem aprender a imitar o gostinho peculiar do sanduba, sem ter que comprar nada rebuscado para tal.
A versão de casa não vai ficar com o mesmo apelo e embrulhadinha no papel com logomarca. Tão pouco, virá com batatinhas cobertas com queijo derretido. Contudo, enquanto o Shake Shack não chega no Brasil, vocês vão poder matar um pouco da vontade!

Anatomia de um hambúrguer Shake Shack

Tomem nota:

4 pães de hambúrguer (pão de batata)

4 colheres de sopa de manteiga sem sal derretida

4 colheres de sopa do “quase” molho Shack

4 folhas de alface

8 fatias finas de tomate

1 kg de carne moída dividida em 4 partes

½ colher de chá da mistura de sal e pimenta da marca

4 fatias de queijo Americano


Mistura “Shake Shack” de sal e pimenta

½ xícara de sal kosher com ½ colher de chá de pimenta recém molhada


“ShackSauce” – os autores disseram que há muito tempo que a chave secreta da receita está desaparecida – me engana que eu gosto. No entanto, pesquisa vai, prova aqui vem, eles aproximaram a receita o melhor que puderam com ingredientes fáceis de ser encontrados.

½ xícara de maionese de Hellman
1 colher de sopa de mostarda Dijon
3/4 colher de chá de ketchup Heinz
¼ colher de chá do caldo que preservam picles em conserva
1 pitada de pimenta caiena

Modo de preparo

Como preparar a carne

1. Aqueça uma grelha de fogo médio a baixo. Enquanto isso, abra os pães de hambúrguer e pincele o interior com a manteiga derretida. Coloque-os com a metade da manteiga virada para grelha até dourar – 2 a 3 minutos. Transfira-os para um prato. Coloque o molho na outra metade. Adicione um pedaço de alface e duas fatias de tomate.


2. Aumente o fogo e aqueça a grelha – 2 a 3 minutos.


3. Molhar uniformemente uma pitada da mistura de sal e pimenta em cima de cada montinho de carne.


4. Coloque os montinhos na grelha com o lado temperado para baixo. Amasse cada montinho de carne firmemente para que fiquem em forma circular. Polvilhe uniformemente com outra pitada da mistura de sal e pimenta.


5. Cozinhe os hambúrgueres até que as bordas estejam douradas e os “sucos” que se soltam da carne estejam borbulhando, por cerca de 2½ minutos. Deslize uma das espátulas embaixo do hambúrguer para soltá-lo da grelha e raspe a crosta acastanhada caramelizada. Virar os hambúrgueres. Coloque o queijo no topo e deixe por mais 1 minuto.

6. Transfira os cheeseburgers para os pães preparados previamente e bom apetite!

29
Sep
2017
0

Sobremesas preferidas no Food & Wine 2017

Sem sombra de dúvidas meu evento favorito da Disney. Em primeiro lugar, porque amo o Epcot, parque onde o evento está sendo realizado. Segundo, porque, como vocês já sabem, amo comer! E comigo não tem nhém nhém não. Gosto de provar de culinárias diversas! E de tirar fotos com personagens também! Aliás, quando eles chegam paro até de comer. E quem não? (risos).

Este ano, apesar de dar preferência para o lado salgado da vida – por favor não me interpretem mal (risos) – fui fisgada pelas sobremesas. Seguem as top 2 da Mila “lombriguenta” (apelido carinhoso dado no Ceará para pessoas que não param de comer açucar!)

1- Baklava de chocolate – Pavilhão do Marrocos

Massa folheada e crocante coberta com chocolate ao leite e mel. A camada interior é de nozes picadas e mel. O toque final é dado por amêndoas tostadas. Como fala um amigo meu, de comer xingando! Preço: $4

2- Pistache Cardamon Bundt cake com mousse de chocolate e côco ralado – do lado do Pavilhão da China

Considerado vegetariano, esse bolo fofinho leva nozes e quando damos as últimas mordidas, sentimos a mescla do mousse de chocolate com o pistache. Preço $3.50

O festival acontece até o dia 13 de novembro e não é preciso pagar ingresso extra para participar. Os quiosques ficam organizados de acordo com cada país e os preços das comidinhas e bebidas variam de $4 (cerca de R$12) a $10 (cerca de R$30).